O IPAV, em conjunto com  organizações da Dinamarca, Irlanda e República Checa e Portugal, viu apoiado pelo programa comunitário Erasmus + (Key Action 2) um projeto concebido para apoiar, a nível do desenvolvimento de competências culturais e linguísticas, os  migrantes e refugiados.

Este projeto internacional visa criar uma plataforma para o desenvolvimento contínuo da linguagem através do método CLIL, e. g. um método de ensino de uma segunda língua como meio de instrução em sala de aula. Através deste método, desempregados, migrantes pouco qualificados e refugiados podem desenvolver melhores competências linguisticas segundo modelos de  adaptação cultural e conteúdos relacionados específicamente com o mundo do trabalho. O consórcio de organizações  é composto por parceiros de ONGs activas nas áreas de integração, inclusão e trabalho social, empresas envolvidas em integração,  criadores de materiais educativos e desenvolvimento de conteúdo, criadores de plataforma de aprendizagem, ensino e treino de refugiados desempregados, especialistas em método CLIL e ensino. .

O consórcio propõe-se desenvolve materiais para escolas de línguas, ensinando a língua do país anfitrião aos refugiados e para empresas interessadas em participar num programa de integração. Os materiais consistirão num manual do projeto WeR1, incluindo teorias sobre integração, CLIL ( content language integrated learning) e TBL ( task based learning).

Para criar uma ponte entre teoria e praxis, também será criado um conjunto de ferramentas a juntar aos cenários de aprendizagem audiovisual. Esses materiais fornecerão aos professores e formadores ferramentas prontas para usar e ilustrações da vida real de como usar os métodos na sala de aula.Finalmente, o consórcio produzirá um guia de curso para professores e formadores a ser utilizado em ações de multiplicação e exploração dos materiais.

WeR1

Legenda: elementos do JRS (Portugal), IPAV (Portugal), PELIKAN (República Checa), CONNEQT (Dinamarca) Pjump (Portugal), CONRADH NA GAEILGH (Irlanda).