Entre os dias 14 e 18 de janeiro foi realizado um seminário de discussão da Comissão Organizadora para a Conferência Nacional (COCN) para a promoção do processo de paz e reconciliação na Guiné-Bissau em Leiria.

A comitiva guineense - nesta visita composta por seis representantes de diferentes organizações e entidades governamentais da Guiné-Bissau, o IPAV e a Universidade Católica do Porto foram recebidos pelo Instituto Politécnico de Leiria para prepararem um relatório que apontará os cenários de reconciliação que deverão ser discutidos na Conferência Nacional da Guiné-Bissau, que se realiza no próximo mês de maio. Para a elaboração deste relatório, a COCN auscultou cerca de três mil guineenses, e agora o trabalho passa por três fases: refletir e descortinar as causas dos conflitos de diferentes naturezas; verificar o impacto das consequências da crise (políticas, sociais, culturais, económicas, entre outras); e, refletir sobre os mecanismos de prevenção e resolução dessas crises cíclicas. Neste processo de reflexão sobre diferentes modelos e mecanismos de implementação da paz e reconciliação, a propor na Conferência Nacional, a Comissão contou ainda com o apoio técnico e financeiro das Nações Unidas e ainda com o contributo financeiro da Fundação Calouste Gulbenkian.

 

Comissão Guiné-Bissau e IPAV